• Mia fez esta doll
    Adotável
    Base por Beeyu

  • Spectra fez esta doll
    Adotável
    Base por Jubs

  • Mia fez esta doll
    Não adotável
    Base por Mia

  • Mia fez esta doll
    Adotável
    Base por Mia

Quer ajudar o site a continuar no ar? Contribua com uma doação - qualquer valor ajuda e nós agradecemos muito!

Posts da tag “romance”

Resenha: Ela Foi Até o Fim

Olá! Tudo bem, pessoal?

Hoje, a diva Meg Cabot!

Ela Foi Até o Fim
Ela Foi Até o Fim (She Went All The Way)
Literatura estrangeira, Romance, Comédia
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera
Sinopse: Lou Calabrese é uma roteirista de sucesso – já escreveu vários roteiros de ação que renderam milhões de bilheteria e até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal – e agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.

E o livro é…

Surpreendente. Ele é tão rico, tão bem escrito, que você se sente dentro dele. Você quase consegue ver as cenas de aventura que acontecem nele, de tão adrenalistico que ele é. Simplesmente perfeito. É impossível não se encantar com Lou e Jack. E também há o mistério, afinal, quem quer matar Jack Townsend? Garanto a vocês, que é alguém total e completamente inesperado. As outras tramas presentes também são muito interessantes, pois mesmo em um cenário triste, Meg Cabot consegue formar os casais mais inusitados – e mais engraçados também. É um livro que te prende desde o começo até o fim.
É um livro muito bom, eu recomendo. Viva as magias de Hollywood em “Ela Foi Até o Fim” – olha o merchan… rsrsrs

É isso, povo! Até semana que vem!

Para sugerir outros temas para a tag Resenha, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!

Resenha: Beijada Por Um Anjo

Olá, pessoas! Tudo bem?

E, depois de um feriado (ahhh, feriados!), aqui vai mais uma leitura pra vocês:

Beijada Por Um Anjo
Beijada Por Um Anjo (Kissed By An Angel)
Literatura estrangeira, Drama, Romance, Mistério
Autora: Elizabeth Chandler
Editora: Novo Conceito
Sinopse: Ivy sempre acreditou em anjos… Quando ela conhece Tristan, descobre que ele é o amor da sua vida. Quando ele morre, seu coração está quebrado e sua crença em anjos desaparece. E sem essa crença, ela é incapaz de sentir a presença de Tristan, quando ele retorna – como um anjo. Agora, Ivy está correndo um terrível perigo, e Tristan está lutando para salvá-la. Como ele conseguirá protegê-la se ela perdeu a fé em anjos?E se ele conseguir salvá-la, ele terá terminado sua missão aqui na terra e terá que partir para sempre a deixando para trás. Afinal, Salvar Ivy seria o mesmo que perdê-la justamente quando consegue reencontrá-la?

E o livro é…

Eu achei o livro uma graça. Bem escrito, conta com bastante mistério, faz você chorar até mesmo com certa frequência (se você for manteiga-derretida igual a mim). Entretanto, romance não é bem o ponto forte do livro (apesar do livro SER um romance), pois é uma coisa meio bobinha, pão com ovo. Com certeza você vai querer matar a Ivy em pedacinhos (pelo menos eu quis).
Mas o mistério, ah, o mistério. Ele salvou o dia mais uma vez. Por que, afinal, quem matou Tristan Carruthers? Os três livros da série rodam em torno disso, e, com certeza, a autora consegue te prender nesse detalhe (principalmente pelo fato de o primeiro e o segundo livro acabarem bem no clímax de cada um).
Lacey é a parte divertida do livro, a fantasminha camarada que segura a onda de Tristan quando ele está à passos da loucura.
Concluindo: o livro é bom e eu recomendo. Mas recomendo que compre os três de uma vez, pois não dá pra parar de ler quando o livro acaba. É torturante esperar por uma continuação xD

Beijos!

Para sugerir outros temas para a tag Resenha, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!

Resenha: Ligadas & Antenadas

Olá, pessoal! Tudo bem?

Hoje, um livro mais relax:

Ligadas e Antenadas
Ligadas e Antenadas
Literatura nacional, Romance
Autora: Ines Stanisiere
Editora: Galera
Sinopse: Luiza e Sofia são duas gêmeas muito normais: adoram bater papo com as amigas pelo MSN, fazer compras no shopping, paquerar meninos bonitinhos… Mas quando têm a ideia de passar seis meses com o pai na Tailândia, elas não esperavam que tudo fosse tão difícil! A comida é estranha, os lugares são confusos e ainda por cima elas precisam dividir a casa com a família da madrasta! Mas Lu e Sophy são mais corajosas do que parecem, e vão tentar aproveitar essa experiência única ao máximo.

E o livro é…

Ligadas & Antenadas é um livro interessante que conta a história de duas irmãs gêmeas que, cansadas da mesmice da vida, decidem morar 6 meses com o pai na Tailândia.
Se você gosta de saber sobre a cultura de diversos países, mesclado com um pouco da confusão de toda adolescente, então você vai adorar o livro.
No caso, você será craque em muitos aspectos da Tailândia, como por exemplo o ano em que eles se encontram (muito avançado do nosso), sua culinária, e muito mais.
Além de todo esse conhecimento, podemos acompanhar o desenvolvimento das irmãs Luzia e Sofia… Grandes coisas acontecem com elas durante a viagem… Por exemplo, se acostumar com a madrasta e sua família (em resumo: muitas pessoas para poucos banheiros), encontrar uns fofos, tentar gostar da comida estranha, e outras “surpresas” que acontecem.

Bem, povo, é isso!! Beijinhos e até Quinta!

Resenha: Melancia

Bom dia, povo doller! Tudo bem?

Hoje é dia de mais um romance e uma história muito cômica:

Melancia
Melancia (Watermelon)
Literatura estrangeira, Romance, Comédia
Autora: Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Sinopse: Foi demais da conta para Claire o dia do nascimento da sua filha. Ao acordar no quarto do hospital depara com o marido olhando-a na cama. Deduzindo tratar-se de algum tipo de sinal de respeito, ela nem suspeita de que ele soltará a notpicia da sua iminente separação: “Ouça, Claire, lamento muito, ms encontrei outra pessoa e vou ficar com ela. Desculpe quanto ao bebê e todo o resto, deixar você desse jeito…” Em seguida, dá meia-volta e deixa rapidamente o quarto. Defato, ele sai quase correndo.
Com 29 anos, uma filha recém-nascida nos braços e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal!
Não tendo nada melhor em vista, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; uma mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e um pai à beira de um ataque de nervos. Depois de muitos dias em depressão, bebedeira e choro, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. E começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. É justamente nesse momento que James, seu ex-marido, reaparece, paea convence-la a assumir a culpa por te-lo jogado nos braços de outra mulher.. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa…

E o livro é…

Livro de estreia de Marian Keyes e da Família Walsh, que é a família que tem as personagens mais irreverentes e doidas (Helen wins \o/) que já li.
Este primeiro livro conta a história de Claire, que “conseguiu a proeza de ser abandonada pelo marido no dia em que sua primeira filha nasceu” (palavras de Rachel). Em conversas com os próprios sentimentos – sim, ela conversa com o próprio medo e raiva -, muitos dias comendo chocolate e um gaténho mais novo que ela conheceu chamado Adam, Claire tenta se livrar do trauma que seu parceiro lhe causou.
Com uma trama bem elaborada, este livro faz você se prender a ele cada vez mais. Parece que cada página tem ímãs, que te grudam nele. Fora o fato de que a impressão que você tem quando lê, é de que está sentado à mesa com um grande amigo, que te conta as aventuras pelas quais passou nos últimos tempos.
Marian Keyes já escreveu muitos romances, 9 publicados no Brasil. Todos eles contam com seu humor, que consegue transformar histórias tristes em engraçadas, que fazem você ter lapsos de choro e riso constantemente. São livros que você acaba de ler e quer começar a ler de novo.

Os outros livros de Marian Keyes são:
Melancia (Watermelon)
Férias! (Rachel’s Holiday)
Sushi (Sushi For Beginners)
Casório?! (Lucy Sullivan Is Getting Married)
É Agora… ou Nunca (Last Chance Saloon)
Los Angeles (Angels)
Um Bestseller Pra Chamar de Meu (The Other Side Of The Story)
Tem Alguém Aí? (Anybody Out Here?)
Cheio de Charme (This Charming Man)

É isso aí, gente! Até semana que vem e beijitius!

Para sugerir outros temas para a tag Resenha, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!

Resenha: A Vida É Uma Festa

Olá, pessoal! Como vão vocês?
Desculpem, desculpem, desculpem o atraso!! Estive quase morrendo com mais de uma semana de provas (sim, já!!) e só consegui postar agora!

Bem… Para os que gostaram da resenha de “Um Amor de Detetive”, aqui vai mais um de Sarah Mason para vocês:

A Vida É Uma FestaA Vida É Uma Festa (The Party Season)
Literatura estrangeira, Romance, Comédia
Autora: Sarah Mason
Editora: Bertrand Brasil
Sinopse: Para Izzy Serranti, uma inglesa de 26 anos, A Vida É uma Festa – literalmente. Ela trabalha como promoter, dando um duro danado para fazer com que todo mundo se divirta. Porém, enquanto organiza festas e eventos, Izzy tenta a sorte na busca por sua alma gêmea. Mas as coisas não andam nada fáceis… e só vão piorar quando o fantasma de Simon Monkwell – seu pior inimigo de infância, responsável por tornar o seu dia-a-dia insuportável – voltar a lhe assombrar. Quer dizer, Simon ainda está vivo… mas bem que Izzy gostaria de que ele já estivesse morto e enterrado! Então, recapitulando, para Izzy Serranti, A Vida É uma Festa – desde que Simon Monkwell não seja um dos convidados, é claro! Neste novo romance, o bom-humor e a fluência da narrativa confirmam que Sarah Mason – responsável pelo premiado Um Amor de Detetive – veio mesmo para ficar.
Mas o tempo se passou e o brutamontes de 13 anos se transformou num respeitado empresário. Izzy, no entanto, está convencida de que Simon Monkwell ainda é o mesmo grosseirão de 15 anos atrás. É por isso que tem de enfrentar os mais conflitantes sentimentos quando Monty, o pai de Simon, pede que ela o ajude a organizar uma grande festa: um baile de caridade na fazenda Monkwell. Ela acaba aceitando – afinal, é uma causa nobre e o que passou, passou. Melhor ainda: Simon está bem longe, fora do país, numa viagem de negócios aos Estados Unidos. Ou não? Quase sem querer, Izzy volta a ser seduzida por essa excêntrica família e começa a perceber que suas traumáticas lembranças dos tempos de criança podem não estar totalmente de acordo com o que ela imaginava…

E o livro é…

O livro é bem estilo de “Um Amor de Detetive”: a personagem cômica (apesar de ser um pouquinho lesada), e um enredo de deixar-nos curiosos sobre o destino de Izzy e Simon, o odioso inimigo de infância.
Imagine-se na infância e alguém muito chato com quem você tinha que conviver. Essa pessoa vivia te enchendo os pacová, fazia tudo quanto era maldade com você (puxar os cabelos), e, 15 anos depois, é obrigado a voltar ao lugar onde todo aquele sofrimento aconteceu. Izzy volta a esse sítio consternada e sem saber o que fazer, já que tem que organizar uma festa lá – seu trabalho -, mas não quer ver Simon de jeito nenhum…
E então é informada de que ele está fora, numa viagens a negócios \o/ Ela volta um pouco mais contente ao sítio, e é muito bem alojada pela família que conhecia.
Podemos acompanhar Izzy voltando lentamente ao seu passado, relembrando aos poucos dos momentos bons – e ruins – que lá passara.
Há novas personagens: Will, o irmão bonitinho de Simon, pelo qual ela vai acabar se entretendo aos poucos…
Bom, como estamos falando da Sarah Mason, é um livro que não vai te decepcionar se gostar de romance e um pouco do toque de humor das personagens loucas dela.

Bem, povim, é isso! Boa semana para todos e até ;)

Para sugerir outros temas para a tag Resenha, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!