• Mia fez esta doll
    Adotável
    Base por Beeyu

  • Spectra fez esta doll
    Adotável
    Base por Jubs

  • Mia fez esta doll
    Não adotável
    Base por Mia

  • Mia fez esta doll
    Adotável
    Base por Mia

Quer ajudar o site a continuar no ar? Contribua com uma doação - qualquer valor ajuda e nós agradecemos muito!

Posts da tag “pixel”

Vídeo: Sombreando uma Base

Heey =)
Peço desculpas por não ter postado a coluna de games =/ Passei o final de semana sem empolgação por algumas coisas que aconteceram… Problemas pessoais =(

Mas hoje é diferente ^^ Vim postar uma coisa que talvez seja útil hehe xD

Fiz esse vídeo para demonstrar como eu sombreio minhas bases, e espero que possa servir de referência para aqueles que não sabem ao certo como fazê-lo ^^

A base é da Anna Paula e pode ser encontrada aqui no site mesmo, na seção de bases =)
Porém, ela foi editada por mim e pela Meesha XD
As paletas da pele são do/da DeviantNep. ^^

Espero que seja útil :3

Um abraço!
Shii

Desculpas (Games)… E dolls novas!

Pessoal, essa semana não tive tempo de fazer o post de games por causa de trabalhos e provas da faculdade, além de eu estar trabalhando duro nos dollmakers que serão lançados! =)
Também não consegui acessar o painel para postar, mais cedo ;_;

Peço desculpas pelo ocorrido, mas prometo que próxima semana o post sai! ^^
Edição: Perdão, gente… Eu estou sem ânimo. Talvez fique algumas semanas sem postar. >< Mas não esqueci de vocês não, tá? s2

Pra não deixar o dia vazio, porém, vou mostrar algumas dolls recentes minhas!

  • Shii no Baile de Outono do Mahart
    Shii no Baile de Outono
    Não adotável
    Base Kooh
  • Lilian Rose, a "Mulher Planta"
    Lilian Rose, PO
    Não adotável
    Base Yzah
  • Shii em Artenas
    Shii em Artenas
    Não adotável
    Base ???
  • Shii na Troll Army
    Shii na Troll Army
    Não adotável
    Base Shii

Bom, é só isso ^^

Prometo, de verdade, que o próximo sábado posto! <3

Beijos :**

História dos Games VI

Boa tarde, gente! ^^
Hoje vou falar sobre o SNES, console da Nintendo que concorria mano-a-mano com o Mega Drive.
Acho que esse será meu post preferido por um bom tempo! Passei da minha infância até os dois atuais jogando SNES :3
Ai, peço perdão por estar desviando o assunto do post, mas eu tenho que contar a história para vocês! xD

Historinha

Quando eu era pequena (até hoje isso acontece ^^’), toda noite papai jogava joguinhos de tiro no PC dele, como Doom, Quake e derivados (ainda vou falar deles!). Eu gostava muito de assistir ele jogando, mas também queria jogar! Lembro que ele deixava eu apertar o botão de pular enquanto ele jogava, haha. *-*

Quando eu comecei a usar o PC “por conta própria”, meu pai me trouxe um CD que tinha um emulador de SNES, um de Mega Drive e alguns jogos… E eu adorei, claro! Passava boa parte do tempo de PC jogando, variando de Sonic a Chrono Trigger (um dos meus jogos preferidos até hoje!).
Foi assim que comecei a jogar jogos de RPG, mas foi bem frustrante a primeira vez, pra falar a verdade ): Eu não sabia inglês e ficava pedindo pro meu pai ou pra minha mãe traduzirem, até que eles ficavam de saco cheio XD Não terminei Chrono Trigger naquela época por causa disso, só alguns anos depois quando desenterrei o SNES, já no meu PC próprio ^^’

Desde sempre adorei aquela época, anyways <3

Fim da Historinha

Certo, certo, agora falarei sobre o console. ^^

SNES
SNES

O SNES foi lançado em 1990~1992 (dependendo da localização), e foi desenvolvido especialmente para concorrer com o Mega Drive.
Suas vendas foram ótimas e, por existir uma enorme variação de jogos, alguns consideram o SNES o melhor console da história (talvez eu esteja inclusa nisso, hehe).
Foi produzido aqui no Brasil até 2003. Atualmente, está descontinuado, mas muitos ainda jogam!

Agora, como sempre, jogos! :3

Secret of Mana
Secret of Mana

Secret of Mana, lançado em 1993 pela Square, é um jogo de RPG (role-playing game).

Na história, o jogador controla o personagem principal (cujo nome pode ser escolhido), um jovem rapaz que, com colegas da vila de Potos, ignora os avisos do ancião e vai procurar um tesouro escondido numa cachoeira. Ele tropeça e cai no lago e, guiado por uma uma estranha voz, encontra uma espada (a Sword of Mana) e a pega, libertando, sem querer, monstros pelo mundo.

Assim, ele é banido de sua vila e, depois de um tempo, encontra um cavaleiro que lhe diz que aquela espada é especial e que ele deveria reenergizá-la em um templo, pois ela possui magia.

À medida que o jogo vai avançando, uma garota e um sprite juntam-se ao grupo, e descobrem que o Império quer libertar as oito Mana Seeds, para reviver a Mana Fortress, um “navio” de guerra voador, tudo isso para deixar o vilão, Thanatos, mais forte e, em seguida, como estava num corpo terminal, possuir o militar Dyluck, rapaz que a garota do grupo jurou procurar.

Chrono Trigger
Chrono Trigger

Chrono Trigger, também um RPG, foi desenvolvido pela Dream Team, uma união de renomados produtores de jogos, e lançado em 1995, e uma versão para o Nintendo DS foi lançada em 2008 (e eu morro de vontade de ter! se alguém quiser me dar…).

O início do jogo mostra Crono (nome padrão, mas pode ser mudado a gosto do jogador), o protagonista, sendo acordado por sua mãe para ir à Feira Milenar (pois era o ano 1000), com intenção de visitar a máquina que sua melhor amiga, Lucca, desenvolveu.

Ao chegar na feira, Crono esbarra em Marle, uma mocinha simpática, e seu colar é atirado do outro lado do parque. Quando o protagonista devolve o colar a ela, começam a passear juntos. Logo depois, vão ver o invento de Lucca.

A máquina é um teletransporte e, quando Crono a testa, tudo ocorre bem. Interessada, Marle também vai testar, mas algo dá errado: seu colar começa a brilhar e a máquina sobrecarrega, criando um portal do tempo, para onde ela é sugada, deixando apenas o colar para trás. Crono, corajoso, pega o mesmo e sobe na máquina, para salvar Marle.

Ele aparece no passado, mais precisamente no ano de 600, e vai direto para o castelo de Guardia, local onde vive. Lá, descobre que havia uma rainha, Leene, que sumiu há tempos, mas que neste mesmo dia tinha sido encontrada. Ele sobre as escadas e descobre que a rainha era, na verdade, Marle que, ao encontrar Crono, desaparece do mundo.

Indo para fora do castelo, Crono esbarra em Lucca, que lhe informa que Marle era, na verdade, a princesa Nadia da época deles, por tanto descendente da rainha Leene e, pela semelhança entre as duas, tinha sido confundida. Como o reino achou que a rainha tinha sido encontrada, as buscas por ela cessaram, então provavelmente a rainha morreria, e Marle nunca teria existido de verdade.

Os dois procuram a rainha e, ao decorrer da busca, Frog se une aos dois. Recuperam a rainha, pegam Marle e voltam ao seu tempo com um gadget que Lucca desenvolveu mas, ao chegar no ano 1000, o chanceler acusa Crono de sequestro, e ele é sentenciado à morte, mas Lucca o salva da prisão e, junto com Marle, fogem por outro portal do tempo, escondido na floresta.

Desse portal, vão parar num futuro pós-apocalíptico, no ano de 2300, onde descobrem que um alienígena parasita, Lavos, emergiu do fundo da terra em 1999 e destruiu o planeta. Assim, Marle convence o grupo de que deveriam continuar viajando pelo tempo para impedir essa catástrofe.

Donkey Kong Country
Donkey Kong Country

Donkey Kong Country foi lançado em 1994, pela Rare.

O jogo, de rolagem lateral, é protagonizado por Donkey Kong que, ao saber que um exército de crocodilos rouba seu estoque de bananas, decide explorar a ilha para recuperar as mesmas.

Donkey Kong derrota os inimigos pulando em cima deles, e passa por vários cenários. Existem também animais de suporte, nos quais o gorila pode montar, além destes terem habilidades especiais.

As vendas do jogo foram um sucesso e o mesmo foi muito bem recebido pela crítica, e teve várias continuações.

 

Esse post foi grande, hein! Tenho que tomar cuidado ao falar sobre jogos de RPG… Como eles têm mais história, fica super longo. ^^’

Se você quiserem jogar algum desses jogos (ou algum outro, claro! Existem tantos, e tão diversos!), é possível baixando o emulador Snes9k e, posteriormente, as ROMS do jogo :3 Existem vários sites para baixar as mesmas, só dar uma rápida pesquisada que é fácil de achar =)

Enfim, por hoje é só!
Na próxima semana falarei sobre o Nintendo 64. Não percam!

Beijinhos :**

Para sugerir outros temas para a tag Games, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!

História dos Games V

Boa noite, pessoas! =)
Hoje postei mais tarde porque fui ver minha bisavó na cidade vizinha (por causa do dia das mães, que é amanhã), e só deu tempo de completar metade do post… xD

No post de hoje vou abordar o console Mega Drive, sucessor do Master System. A partir daqui os mais novinhos devem começar a assimilar as informações (ou não… AHEUHAEUE) ^^’

Mega Drive
Mega Drive

Também da SEGA, o Mega Drive foi lançado em 1988 e era conhecido como Genesis nos EUA, e teve vendas notáveis tanto lá quanto na Europa, pela primeira vez, visto que o Master System tinha sido um fiasco na América do Norte.

Dessa vez a SEGA tinha conseguido entrar com força na disputa entre os consoles!

Como sempre, agora falarei de alguns jogos :3

Sonic the Hedgehog
Sonic the Hedgehog

Sonic, lançado para o Mega Drive em 1991, é um jogo muito conhecido até hoje, e possui várias versões para outros consoles.

Possui o mesmo sistema de rolagem horizontal (mas vertical também, haha) de vários outros jogos, mas possui mais dinâmica, visto que o ouriço corre em alta velocidade, podendo esbarrar em obstáculos que o impulsionam mais ainda, além de possuir caminhos sinuosos como loops.

O jogo conta que Sonic vive em uma ilha com vários animais que, infelizmente, transformaram-se em robôs escravos devido à montagem da base do maligno Dr. Eggman, que quer conquistar as Esmeraldas do Caos, que só podem ser obtidas por Sonic numa dimensão que ele mesmo cria quando corre rápido demais.

World of Illusion
World of Illusion

World of Illusion, lançado em 1992, é protagonizado pelos personagens da Disney Mickey e/ou Pato Donald.

A história consiste nos dois amigos tentando escapar de um mundo paralelo para onde foram sugados ao tentarem fazer um truque de mágica. É uma semi-continuação de Castle of Illusion, jogo que, mesmo sendo “uma cópia do Mario”, fez muito sucesso aqui no Brasil.

O interessante do jogo é que era possível jogar em multiplayer onde, ao invés de selecionar apenas um personagem, jogava-se com ambos (sendo o 1P o Mickey e o 2P o Donald), transformando-o em um game de co-op (cooperação).

Comix Zone
Comix Zone

Comix Zone é um jogo baseado em histórias em quadrinhos sobre super-heróis, e foi lançado em 1995.

Foi muito criticado por ter sido lançado “tarde demais” e, além de ser difícil, ser curtíssimo – porém, foi muito bem recebido pelo público, visto que tem uma ótima jogabilidade, gráficos e som (para a época né gente xD).

No jogo, o desenhista de quadrinhos Sketch Turner trabalha em sua nova HQ, a Comix Zone, que contaria a história de uma invasão alienígena. Numa noite de tempestade, porém, um trovão atinge uma das páginas de sua HQ e o vilão maior escapa da mesma, enquanto Sketch toma seu lugar no mundo de papel e recebe, erroneamente, uma missão da general Alissa Cyan, que acredita que ele é um super herói (“o escolhido”).

 

Por hoje é só, gente ^^
Como sempre, não percam o próximo sábado =) Vou falar sobre o concorrente do Mega Drive, o SNES, também conhecido como Super Nintento. ^^
Haha, acho que será o post que eu mais gostarei de escrever… Lá tinham meus jogos preferidos! xD

Joguei todos esses jogos do Mega Drive também, e adoro me recordar dos mesmos. Pena que foi tudo em emulador =(
Joguei Sonic só uma vez no console mesmo, na casa do meu tio, mas ele era meio bugado e, além de travar quando chegava as fases mais avançadas, só funcionava em preto e branco na TV! XDD

Beijinhos, gente :3
Até semana que vem <3

Para sugerir outros temas para a tag Games, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!

História dos Games IV

Boa tarde, gente! ^^

Hoje vou falar sobre o Master System, da SEGA, principal concorrente do NES naquela época. ^^

Master System
Master System

Foi lançado no Japão em 1986, mas não teve tanta popularidade pois o NES é quem estava bombando de vendas, e os jogos do mesmo não podiam ser convertidos para o Master System por questões de contrato.

Mesmo assim, a SEGA tentou vender seu console nos EUA (e no mundo), cedendo seus direitos de produção à outra empresa, mas sua popularidade só diminuía.

Na Europa e na Austrália, porém, o console ganhou audiência do público e passou a ser popular, sendo até o preferido das pessoas. No Brasil ocorreu o mesmo, e foi até feita uma versão para as meninas!

Agora, alguns jogos =)

Phantasy Star
Phantasy Star

Phantasy Star, lançado em 1987 (Japão) e em 1988 (EUA), é até hoje um gande clássico dos consoles da SEGA.

É um jogo de RPG (role-playing game) que se passa em um mundo de fantasia unida à ficcção científica, criando um ambiente bem mágico/tecnológico.

O jogo se passa no sistema solar de Algol, onde existem vários planetas e raças, onde o jogador interpreta Alis Landale, uma moça (isso é muito, muito raro! A maior parte dos jogos de RPG tem homens como protagonistas) de Palma, que se une a um grupo de aventureiros para tentar depor o rei, que era muito tirano e, ao longo da aventura, descobrem que ele era, também, a encarnação do mal.

Mortal Kombat
Mortal Kombat

Mortal Kombat é, também, uma série extensa de jogos para várias plataformas. É um jogo de luta, mais focado em artes marciais, onde você escolhe seu personagem para brigar contra os outros, basicamente. Por isso, fez muito sucesso!

A equipe do primeiro jogo tinha apenas 4 pessoas: um programador, dois designers e um especialista em som! Também contrataram atores para realizar os movimentos de luta para terem melhor referência ao desenhar os sprites (tudo a ver com pixel art, né? ^^).

Sua inspiração foi a “moda” de artes marciais que se estabelecia na época, com vários filmes sobre o assunto. O filme que inspirou o jogo, porém, foi um interpretado pelo ator belga Jean-Claude Van Damme.

 

Por hoje é só, gente =)

(Ia falar sobre o Sonic aqui também, mas acabei lembrando que a edição do Master System era só um “remake” da do Mega Drive… T_T Fica pro próximo post, anyways ;D)

Na semana que vem falarei sobre o sucessor do Master System, o Mega Drive, também da SEGA!
Então, não percam o próximo sábado ^^

Um abraço!

Para sugerir outros temas para a tag Games, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!