• Mia fez esta doll
    Adotável
    Base por Beeyu

  • Spectra fez esta doll
    Adotável
    Base por Jubs

  • Mia fez esta doll
    Não adotável
    Base por Mia

  • Mia fez esta doll
    Adotável
    Base por Mia

Quer ajudar o site a continuar no ar? Contribua com uma doação - qualquer valor ajuda e nós agradecemos muito!

Resenha: Diário de um Banana

Olá pessoal! Tudo bem?

Hoje, algo para relaxar um pouquinho e dar umas boas risadas:

Diário de um Banana
Diário de um Banana (Diary of a Wimpy Kid)
Literatura estrangeira, Humor
Autora: Patrick Jeffrey
Editora: Vergara & Riba
Sinopse:
Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, onde fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam. Como Greg diz em seu diário: ” Só não espere que eu seja todo ´Querido diário´ isso, ´Querido diário´ aquilo.” Para nossa sorte, o que Greg Heffley diz que fará e o que ele realmente faz são duas coisas bem diferentes.

E o livro é…

Geralmente, quando vemos o livro, pensamos: “Olha o título. Olha a capa. Deve ser um livro meio que… Infantil”.
Só para constar: estamos extremamente enganados. Só de olhar a sinopse, já podemos ver que Greg Heffley é um garoto cheio de ideias e que, se fosse candidato à presidência, eu votaria nele.
O livro conta a vida desse garoto. Uma vida comum, para falar a verdade, a não ser pelo fato de que nunca se encontrou na humanidade uma pessoa mais azarada do que ele. Apesar de ser dar mal, Greg não se deixa abater: cria outras ideias ainda mais mirabolantes que nos fazem rir, e muito.
É um livro para se distrair e dar umas boas gargalhadas do começo ao fim.
O que me impressionou mais foi o modo de pensar e de falar de Greg. Ele fala como se fosse adulto já (por exemplo: fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos que são mais altos, mais malvados e já se barbeiam). Apesar de toda essa inteligência, Greg costuma levantar os olhos e ignorar todas as – inúmeras – besteiras de seu ingênuo amigo Rowley. Apesar disso, os dois se dão bem, mesmo brigando bastante…
O mundo de competições adolescentes – sempre uma rixa com alguma coisa – também está presente. Tanto nas peças de teatro, como eleições à presidência, fantasias de Halloween, lá está Greg com sua ideia fantasmagórica e que geralmente não dá certo.
O mais legal do livro são os quadrinhos que ele mesmo desenha para representar o dia, alguma situação que aconteceu com ele. É muito engraçado, isso dá ainda um ar mais cômico para o texto e atribuições de Greg às pessoas ao seu redor.
Por isso, na capa, diz “Um romance em quadrinhos” – uma história baseada em figuras de desenhos muito “lindos” (COF COF) de Greg, mas que fazem sentido e nos ajudam a rir.
A história, em si, pode ser uma simples relatação (até um pouco “dãã” rsrs) de um cotidiano, mas nos cativa.

“O Diário de um Banana” faz parte de uma coleção com outras palhaçadas de Greg. No Brasil, são (por enquanto):

– Rodrick É O Cara (Rodrick Rules)
– A Gota D’água (The Last Straw)
– Dias de Cão (Dog Days)

Enfim, quem está com a rotina apertada e precisa de um livro para distração e rápido (ninguém merece ficar só nos trabalhos!), esse livro é uma pedida.

Boa semana e beijos!!

Para sugerir outros temas para a tag Resenha, vai lá na comunidade do Dolls no Orkut!

1 comentário

  1. Sofia / junho 29, 2011

    Adoooro o diário de um banana =P já li o um e o dois e tô esperando o 3 e o 4…
    Váaaarios amigos meus tem e já peguei vários emprestados #valeapenaler ^^’

    Responder

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com um *.


*


Pular para a barra de ferramentas